© 2017 SFP - Sindicato dos Fisioterapeutas Portugueses

  • Facebook SFP
  • LinkedIn SFP

Eleições para a Direção e restantes Órgãos do SFP - 23/11/19

27/11/2019

Decorreu no passado sábado, dia 23, nas instalações da Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa, o 7º Congresso do Sindicato dos Fisiotera...

1/7
Please reload

Em destaque

Fisioterapeutas da Administração Pública em greve - 29/10/18

10/24/2018

Com a remodelação da equipe ministerial da saúde, ocorrida a 14 de outubro, mais uma vez, vemo-nos confrontados com um adiamento das negociações da carreira na A.P., nomeadamente no que à nova tabela salarial e transições diz respeito.

A reunião agendada para o passado dia 19, com os anteriores governantes, foi cancelada, pelo que aguardamos novo agendamento.

Entretanto, e porque o impasse já estava instalado desde finais de setembro, os Sindicatos envolvidos nas negociações (SFP, STSS, Sindite e Sintap) tinham convocado uma greve/manifestação dos TSDT para o dia 29/10, após ouvidos os trabalhadores em Plenários realizados em diversos pontos do país, de norte a sul, se não houvesse nenhuma evolução positiva em todo o processo.

Assim, os fisioterapeutas juntam-se a todos os TSDT que queiram aderir à Greve Nacional com manifestação e desfile, no próximo dia 29, segunda-feira (concentração às 14h00, na Praça Marquês de Pombal, com desfile até à Assembleia da Republica, com chegada prevista às 15h00, onde decorre a discussão do Orçamento para 2019).

Teremos, de novo, que demonstrar a nossa indignação como todo o processo tem sido gerido por parte do Governo, pelo que apelamos à participação de todos, para podermos repetir a grande manifestação ocorrida no passado dia 24 de maio, que obrigou o Ministério da Saúde a voltar à mesa das negociações.

O acordo com o Governo terá que contemplar 3 matérias fundamentais:

  • O início da Tabela Salarial  seja no mínimo o referencial já apresentado por estes Sindicatos, com progressões nas posições remuneratórias que assegure uma efetiva valorização salarial, cumprindo o nº 2 alínea a) do artigo 149 da Lei 35/2014, sendo a sua aplicação a 1 de Janeiro de 2018, como sempre foi reivindicação destes Sindicatos, e compromisso do executivo ao longo de todo este processo negocial.

  • Aceitação das regras de transição propostas pelos Sindicatos que incluam a colocação dos técnicos em todas as novas categorias da carreira revista, para o efetivo desenvolvimento de funções fundamentais a desenvolver pelos TSDT, como são exemplo, as Coordenações poderem ser nomeadas entre TSDT devidamente colocados na estrutura da carreira.

  • Apresentação de propostas e negociação das remunerações dos TSDT Coordenadores e dos TSDT Diretores para aplicação simultânea com a nova tabela salarial.

 

Relativamente à greve geral da Administração Pública, convocada pela Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública, para sexta-feira, dia 26, e também com adesão da FESAPE e STE, como forma de contestação ao projeto de Proposta de Lei do Orçamento de Estado para 2019, que não responde às exigências dos trabalhadores da AP, à qual o SFP se solidariza, informamos que abrange todos os trabalhadores que trabalham na Administração Pública, nomeadamente na Saúde.